saopaulo.sp.gov.br
|
Cidadão SP
       
/goversp
Cultura e
Economia Criativa
Compartilhe este evento
Notícia
Theatro São Pedro no Metrô | 2016

O Theatro São Pedro firmou em 2015 uma parceria com o Metrô de São Paulo para uma exposição com os figurinos de suas óperas.

Em 2016, a parceria continua e, desde fevereiro, o público que passa pela estação Marechal Deodoro, próxima do Theatro São Pedro, pode conhecer os figurinos utilizados pelo Theatro em suas grandes montagens de ópera. Os figurinos serão trocados a cada mês.


Vitrine-Metro---Fevereiro
fullsizerender

Para começar o ano, foi escolhido o vestido da personagem “Jocasta”, interpretada pela soprano, Eliana Coelho, na ópera “Édipo Rei” de Igor Stravinsky. O espetáculo esteve em cartaz no Theatro São Pedro em novembro de 2015, com direção musical e regência do Maestro Luiz Fernando Malheiro. O figurino foi criado por Cássio Brasil.


vitrine maoco

Em março inauguramos o segundo figurino da série. Foi elegida a vestimenta de “Cherubino”, interpretada pela soprano Luisa Francesconi, na ópera Bodas de Fígaro, de Wolfgang Amadeus Mozart. O espetáculo esteve em cartaz no Theatro São Pedro em novembro de 2014, A montagem da ópera teve a direção musical e regência de Luiz Fernando Malheiro e figurinos de Fábio Namatame.


O figurino escolhido em abril foi usado pelo tenor Fernando Portari, que interpretou “Werther”, na ópera homônima, de Jules Massenet, encenada no Theatro São Pedro, em dezembro de 2012. A direção musical e regência foi do Maestro Luiz Fernando Malheiro e figurinos assinados por Marcelo Marques.


Vitrine-metro---Maio

Em maio, o figurino de “Don Jerome”, interpretado por Giovanni Tristacci, na ópera cômica de Sergei Prokofiev, Bodas no Monastério, foi exibido na estação Marechal Deodoro. A montagem da ópera contou com direção musical e regência de André Dos Santos e figurinos de Isabela Teles. A ópera esteve em cartaz entre agosto e setembro de 2015.


Sem Título-1

Em junho, o figurino de Gregory Reinhart, criado por Fábio Namatame para a ópera Dom Quixote, de Jules Massenet, foi apresentado ao público que visitou nossa vitrine na Estação Marechal Deodoro. Gregory interpretou o cavaleiro errante na ópera que esteve em cartaz em março no Theatro São Pedro e em abril no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com direção musical e regência de Luiz Fernando Malheiro.


Sem Título2

Dom Quixote foi novamente o tema da nossa vitrine para julho. Desta vez, o figurino escolhido foi o de Sancho Pança, interpretado pelo barítono Eduardo Amir, no espetáculo que esteve em cartaz no Theatro São Pedro e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro entre março-abril de 2016. A direção musical e regência ficou a cargo de Luiz Fernando Malheiro e o figurino foi concebido por Fábio Namatame.


vitribe agosto

Em agosto, o figurino de Adriana Lecouvreur, personagem interpretada pela soprano Daniella Carvalho na ópera homônima em quatro atos de Francesco Cilea. O espetáculo esteve em cartaz no Theatro São Pedro em abril de 2016. A direção musical e regência foi de Luiz Fernando Malheiro e o figurino assinado por Fábio Namatame.


vitrine

Em setembro, nossa vitrine exibiu o figurino de “Dulcineia”, personagem interpretada pela soprano Luisa Francesconi, em Dom Quixote, ópera de Jules Massenet. O espetáculo aconteceu em março de 2016 e teve direção cênica de Jorge Takla, direção musical e regência de Luiz Fernando Malheiro e figurinos de Fábio Namatame.


vitrine

Em  outubro de 2016 tivemos uma dobradinha da ópera O Anão, de Alexander von Zemlinsky. Os figurinos de Mar Oliveira (Anão) e Maria Sole Gallevi (Infanta da Espanha), foram assinados por Olintho Malaquias, a regência e direção musical ficou a cargo de André Dos Santos.


vitrine

Os figurinos de Max, interpretado pela soprano Roseane Soares e de Alexander a Cabra, interpretado pelo ator Edison Vigil na ópera Onde Vivem os Monstros, de Oliver Knussen, estamparam a vitrine do Theatro São Pedro na Estação Marechal Deodoro, em novembro. O espetáculo esteve em cartaz no Theatro São Pedro em outubro de 2016. A direção musical e regência foi de André Dos Santos, os figurinos de Laura Françoso e a criação e escultura dos bonecos foi de Junia Melilo.

Theatro São Paulo 2021 © Todos os direitos reservados