saopaulo.sp.gov.br
|
Cidadão SP
       
/goversp
Cultura e
Economia Criativa
Compartilhe este evento
Notícia
Óperas: Mozart e Salieri & Renard

O Theatro São Pedro apresenta, nos dias 26 e 27 de junho, uma dobradinha de óperas russas: Mozart e Salieri, Nikolai Rímski-Kórsakov e Renard, de Igor Stravinsky.

Ingressos a venda somente na nossa bilheteria digital: https://theatrosaopedro.byinti.com/#/ticket/


Baixe aqui o Libreto das óperas



Acompanhe o processo criativo


Direção artística e pedagógica

Confira aqui o post: https://www.instagram.com/p/CQbIHZNjJCh/

“Essa é mais uma oportunidade para mostrar a força que a arte tem de expandir, de trazer esperança e a possibilidade de um número mais pleno e intenso de sensações”.


Confira fotos dos nossos bastidores:


Ricardo Apezzato fala sobre montar uma ópera em tempos de pandemia

“Esse processo questiona tudo o que estávamos fazendo mesmo antes da pandemia. É possível ser inventivo de diversas formas, com novas estruturas e desafios em cena. Para dar certo, contamos com cantores muito preparados, uma ótima direção cênica e musical, além de uma orquestra sempre tocando muito bem”.

Vem conferir aqui a fala completa do Ricardo Apezzatto sobre as óperas:

https://www.instagram.com/theatrosaopedro/

Acompanhe os ensaios

CURIOSIDADES: Ópera e Cinema

Sabia que o filme Amadeus foi inspirado na mesma temática que uma de nossas óperas?

A gente contou mais sobre esse tema em um post super legal no instagram! Confere aqui: https://www.instagram.com/p/CQKE1EEJmgy/

Ele se relaciona com o nosso próximo espetáculo, a dobradinha de óperas russas: Mozart e Salieri e Renard. A primeira delas mostra a mesma mitologia central do filme, que fala da rivalidade criada entre os músicos Wolganf Amadeus Mozart e Antonio Salieri. O filme foi indicado para 53 prêmios, e recebeu 40, incluindo oito Oscars.

O filme, que se transformou em um dos mais premiados dos anos 80, mostra a história de Mozart, mas nos olhos e na mente de Salieri, o antagonista. A obra consegue traduzir a genialidade e o virtuosismo dos artistas, principalmente de Amadeus.


Nota sobre as óperas

150 anos antes de o dramaturgo britânico Peter Shaffer escrever a peça Amadeus (1979), que inspiraria o célebre filme homônimo (1984) de Milos Forman, o pai fundador da literatura russa, Aleksandr Púchkin (1799-1837), criou a primeira elaboração estética do mito de um Salieri invejoso, que assassina o talentoso Mozart: a peça em um ato Mozart e Salieri, uma das quatro Pequenas Tragédias que ele escreveu em meio a uma quarentena (por uma epidemia de cólera), em 1825.

Por: Irineu Franco Perpetuo

Confira a nota completa sobre as óperas:


Theatro São Paulo 2021 © Todos os direitos reservados