saopaulo.sp.gov.br
|
Cidadão SP
       
/goversp
Cultura e
Economia Criativa
Compartilhe este evento
Notícia
Entrevista com Inês Bogéa, diretora da SPCD

“Na arte da dança o corpo revela a alma em movimento”, é com essa frase que Inês Bogéa, diretora de dança do espetáculo Infinitos Traçados, resume o encontro criativo entre bailarinos e músicos no palco do #NossoTheatro.

A montagem mostra a parceria entre a Orquestra do Theatro São Pedro e a São Paulo Companhia de Dança (SPCD), com apresentações entre os dias 2 e 5 de setembro. De quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 17h.

“Infinitos Traçados é uma obra delicada e intensa, instigante e vibrante, que traz muitas emoções para partilharmos na cena. Tudo tão presente e tão fugaz”, destaca a diretora da SPCD.

Inês lembra que músicos e bailarinos têm dinâmicas diferentes no dia a dia e, para esse encontro, todos buscaram um tempo em comum que potencializa as duas artes.

“É um prazer sentir a arte mais viva pelos impulsos compartilhados. A dinâmica, o tempo e a interpretação dos músicos afetam os bailarinos, assim como a dinâmica da dança afeta os músicos. É maravilhoso criar com essa conexão, são caminhos infinitos que ganham corpo na cena”, afirma.

A coreógrafa conta ainda que, na concepção de um espetáculo, seu ponto de partida está conectado com o momento em que vivemos e como podemos dialogar com o nosso tempo.

“Em cena nós vamos ver humores, sensações e emoções humanas que afloram no espaço pontilhado de sombra e luz. Tem um trecho da obra Um sopro de Vida, da Clarice Lispector, que me inspirou para que eu trouxesse um sentido maior para essa montagem e ele diz assim”:

[Redondo, sem início e sem fim, eu sou o ponto antes do zero e do ponto final. Do zero ao infinito, vou caminhando sem parar, mas, ao mesmo tempo, tudo é tão fugaz. E eu sempre fui e imediatamente não era mais. O dia corre lá fora à toa e há abismos de silêncio em mim. A sombra da minha alma é o corpo, o corpo é a sombra da minha alma].

Para Inês Bogéa, Infinitos Traçados é uma obra idealizada por muitos olhares e seu papel é criar um sentido para que a obra de distintos coreógrafos dialogue com os demais elementos, sempre aberta aos diálogos e descobertas dos vários pensamentos nesse percurso tão instigante.

Ingressos disponíveis na nossa bilheteria digital.

Theatro São Paulo 2021 © Todos os direitos reservados