saopaulo.sp.gov.br
|
Cidadão SP
       
/goversp
Cultura e
Economia Criativa
Compartilhe este evento
Notícia
Marisa Bentivegna: Iluminação

A gente sabe que vocês se encantam por palcos e espetáculos com aquela iluminação bonita, imersiva e capaz de fazer a gente mergulhar nas histórias.

Por isso, hoje convidamos Marisa Bentivegna, iluminadora da opereta Ba-ta-clan, para contar um pouco mais sobre a importância desse trabalho em cena. Na montagem atual um dos pontos mais importantes é que a luz possa criar, assim como o libreto da obra revela, várias camadas sobrepostas.

Marisa lembra que, na opereta, a China é o plano real. “Mas, no desenrolar da trama, percebemos que os chineses são franceses e que o povo insuflado somos nós, brasileiros inconformados com a situação política opressora em que vivemos. A luz caminha no mesmo sentido, mostrando essas camadas, seja no estilo, no uso das cores ou na potência luminosa”, destaca.

O processo criativo de Bentivegna parte da ideia de que, na China, a luz mais pontual vai destacar os protagonistas e a cenografia, privilegiando a plasticidade de uma falsa atmosfera.

A ideia é revelar os franceses, enquanto a diferença entre protagonistas e povo (coro) se dilui. Isso faz com que o palco se revele com mais clareza, de forma mais homogênea e, por fim, o povo brasileiro toma todo conta do teatro e a ideia da luz é que plateia e elenco sejam um único coro.

“A iluminação auxilia a dramaturgia a contar a história, o que torna o espetáculo mais saboroso ao público. A luz é responsável também pela condução do olhar do espectador, revelando e ora escondendo planos e imagens”, lembra a iluminadora.

Além de pensar a luz, para Marisa, é impossível dissociar o seu trabalho da cenografia, área em que ela busca mais proximidade durante o processo. Outros pontos também são importantes, como o diálogo da iluminação com o figurino e o visagismo. “Essa relação cria uma harmonização estética, sobretudo no uso das cores”, afirma.

As apresentações serão nos dias 8, 9 e 10 de outubro, sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 17h. No dia 7, quinta-feira, teremos um Ensaio Geral aberto ao público, às 19h. 

Theatro São Paulo 2021 © Todos os direitos reservados