Tag Archives: programação teatro

Obras na Transversal no Música ao Meio-Dia

3830017899_14cc8b4627_zNesta terça-feira, 20/05, é a vez do quarteto Obras na Transversal se apresentar na série camerística Música ao Meio-Dia, no Theatro São Pedro.

 

O quarteto, que já se apresentou em Hamburgo, na Alemanha, é formado por Gabriela Gimenes (flauta e flauta em sol) por Andrea Cristina Villela (flauta e piccolo), Marco André dos Santos (flauta e flauta baixo) e Filipe Castro (flauta e piccolo). Os integrantes se conheceram quando faziam parte da Banda Sinfônica Jovem. Em 2011, decidiram se reunir para formar o Obras na Transversal.

 

O programa vai de Mozart a Luiz Gonzaga, mostrando a versatilidade dos artistas. Conheça melhor cada peça:

 

Badinerie Bites Back (arr.2002) J. S Bach (1685-1750)
Arr. Melaine Thorne

Este arranjo satírico sobre a obra Badinerie da Suite Nº 2 em Si menor de J S Bach é uma obra de grande importância para o repertório de flauta, traz à tona uma visão de diferentes gêneros como a Valsa e o Jazz, encerrando com o tema original aqui adaptado para quarto flautas.

 

Figaro- Fantasie (arr.1995) J. Andersen (1847-1909) W.A. Mozart (1756-1791)
Arr. Henner Eppel

Baseado em uma das oito transcrições de ópera para flauta e piano que Joachim Andersen escreveu, esta obra, “Figaro Fantasy”, traz temas como a Cavatina “ Se voul ballare, signor continuo” seguido da Aria do Cherubino “ Non sò più cosa son, cosa faccop” e sua Canzona “Voi, che sapete”. A ária de Barbarina procurando o alfinete “ L´ho perduta, me meschina” também é usada nesta fantasia que é finalizada pelo coral do final do terceiro ato “ Amanti costanti seguaci d´onor”.

 

Die Moldau (1874) B. Smetana (1824-1884)
Arr. Guy du Cheyron

Imagine um pequeno córrego de água que encontra-se a um segundo, eles se unem e começam a cruzar e seguir um ao outro rapidamente. Estes irão percorrer a região da Boemia que formarão este lindo rio nomeado em homenagem à cidade Natal tcheca do compositor Smetana: A Moldava (Vlatava), composta em 1874, o segundo dos seis poemas sinfônicos que formam o ciclo “ Minha Pátria”. Influenciada por pequenos motivos folclóricos que dão expressão aos ouvidos do público tcheco, então reconhecem Smetana como um grande influente compositor nacional.

 

Asa Branca (1947) Luiz Gonzaga (1912-1989) Humberto Teixeira(1915-1979)
Arr. Alberto Arantes

O Baião é um gênero desenvolvido no Nordeste Brasileiro que foi popularizado por Luiz Gonzaga (1912-1989). O ritmo do Baião é binário e sincopado, o acento acontece na primeira e quarta semicolcheias. Luiz Gonzaga é conhecido como “Rei do Baião”. Em 1930 muda-se para o Rio de Janeiro onde começa a disseminar o gênero na grande cidade. Sua primeira aparição na mídia foi no Show de Talentos de Ary Barroso. Nos meados dos anos 40, Gonzaga compõe juntamente com Humberto Teixeira canções como Asa Branca e Baião as quais tornam-se marco do gênero.

 

Sem Espera (2008) Sérgio Roberto de Oliveira (1970)
Compositor Carioca indicado para o Grammy de 2011, Sérgio Roberto escreve esta obra como parte de um projeto de gravação, intitulado Sem Espera, com suas composições para trio de flautas, no qual o próprio compositor junta-se ao grupo Ventos do Rio para a execução deste quarteto que traz analogia ao título com os seus sons estáticos e frases de longa duração.

 

Duas Canções (2000) E. Villani- Côrtes (1930)
Compositor mineiro que reside em São Paulo há muitos anos, ganhou grande expressão no Brasil e no exterior com sua composições que descrevem o cenário Brasileiro musical, humano e urbano. Ganhou grande afeição do grupo Obras na Transversal por seu apoio e incentivo, escrevendo composições e adaptações para este.

 

 Serviço 

 

Música ao Meio-Dia
Obras na Transversal
20 de maio | 12h
Gabriela Gímenes, flauta e flauta em sol
Andrea Cristina Villela, flauta e píccolo
Marco André dos Santos, flauta e flauta baixo
Filipe Castro, flauta e piccolo

 

 

 

Academia de Ópera na Virada Cultural

sala_spNeste domingo, 18/05, às 18h, a Academia de Ópera do Theatro São Pedro se apresenta na Sala São Paulo. É a segunda participação do grupo na Virada Cultural da cidade, evento que dura 24 horas e oferece diversas atrações culturais gratuitas e simultâneas em palcos montados na região central.

 

 

A Academia foi criada em 2013 para dar continuidade à iniciativa da formação de canto lírico e suprir a carência de um programa nacional de educação nessa área. Os alunos da primeira e segunda turma vão se apresentar com três pianistas, que também fazem o curso dedicado a colaboração pianística. Com as atividades artísticas realizadas dentro e fora do Theatro São Pedro, os alunos têm a possibilidade de vivenciar a prática musical e verificar os conhecimentos adquiridos nas atividades ao longo do curso.

 

Para o evento, a Academia preparou um programa formado por árias, duetos e conjuntos de óperas que foram já trabalhados com o coordenador pedagógico e professores convidados. Será feito um grande passeio pelo repertório lírico, que se inicia no século XVII com W. A. Mozart e vai até o meio do século XX com L. Bernstein, passando por países como Itália, Alemanha, Áustria, França e Brasil. Haverá também duetos de óperas dramáticas, como Carmen e Lakmé e trechos de comédias como As Bodas de Fígaro e O Barbeiro de Sevilha.

 

Sopranos: Camila Titinger, Chiara Santoro, Débora Dibi, Elisabete Almeida, Rachel Alonso, Roseane Soares, Sheila Minatti

 

Mezzo-sopranos: Caroline Jadach, Lígia Monteiro, Meghan Dawson, Melissa Sofner

 

Tenor: Daniel Umbelino

 

Barítonos: André Rabello, Erick Eduardo, Johnny França

 

Baixo: Gustavo Lassen, Adrian Borges, Flávio Lago, Luciana Simões
Coordenador Pedagógico: Carlos Morejano

 

Serviço

 

Academia do Theatro São Pedro na Virada Cultural 2014

18 de maio, às 18h, na Sala São Paulo.

Entrada Franca

Quinteto Goitacá no Música ao Meio-Dia

10344975_10152423287616499_1781197839_nNesta terça-feira, 13/05, é a vez do quinteto Goitacá se apresentar na série camerística Música ao Meio-Dia, no Theatro São Pedro. O quinteto é formado por dois trompetes (Leandro Golveia e Gerson Brandino), trompa (Jackson Lúcio), trombone (Juliano Gomes) e tuba (Ricardo de Souza). Os integrantes se conheceram no Conservatório de Música de Tatuí e, desde 2006, se reúnem para apresentações.

 

No programa, o grupo procurou mesclar repertórios sinfônico, erudito e popular, nacional e internacional. “Todo o repertório tenta explorar o nível técnico dos instrumentos para que cada um possa se destacar dee forma clara”, explica Jackson Lúcio.

 

Além de se apresentar neste Música ao Meio-Dia, Jackson assina Canone e Feira de Tanhaçú, duas das composições do programa. A primeira possui melodias que se repetem de modos diferentes por todos os instrumentos, o que cria um efeito de eco característico no ambiente. A segunda, ele compôs em homenagem a sua cidade natal no interior da Bahia. “Tentei relatar o gingado nordestino alegre apesar da pobreza intensa em que vive a população”, diz o músico. “A feira acontece duas vezes por semana e é um evento muito importante e estimulante para a cidade. É o momento em que as pessoas tiram um sorriso do rosto para passear e comprar o que podem”, conclui.

 

O Música ao Meio-Dia é um projeto voltado para a música de câmara e complementa a programação lírica do Theatro São Pedro. Todas as terças -feiras, músicos da Orquestra do Theatro São Pedro, alunos da Academia de Ópera Theatro São Pedro e convidados se apresentam no saguão do teatro, sempre às 12h, com entrada franca.

 

SERVIÇO

13 de maio | 12h
Quinteto Goitacá
Leandro Golveia, trompete
Gerson Brandino, trompete
Jackson Lúcio, trompa
Juliano Gomes, trombone
Ricardo de Souza, tuba

Seleção Pop
In The Stone, Final Countdon, Tcheck to Check
Arranjo: Diego Garbin

 

DUDA
Temas Nordestinos
Bruno, Melissa, Rafael

 

ANTONIO CARLOS NEVES CAMPOS
Blues For Brass
JACKSON LÚCIO
Canone
JOHN CHEETHAN
Scherzo

JACKSON LUCIO
Feira de Tanhaçú

 

PAUL A. NAGLE
Jive For Jive

 

RAUL DE BARROS E ARI DOS SANTOS
Na Glória
Arranjo: G.Gagliardi

 

ERNESTO NAZARÉ
Odeon
Arranjo : G. Gagliardi

 

MANUELLA PENÉLLA
El Gato Montes
Arranjo: Jay Lichtmann

 

Theatro São Pedro
Rua Dr. Albuquerque Lins, 207 – São Paulo
55 11 3661 6600
Metrô Marechal Deodoro
www.theatrosaopedro.org.br
facebook.com/TheatroSaoPedro
twitter@theatrosaopedro

 

Bilheteria
Terça a domingo, das 9h às 22h
Ingresso rápido: 11 4003 1212
www.ingressorapido.com.br

Censura Livre