Joyce Martins | soprano

Joyce Martins, soprano

 

Natural de São Paulo, iniciou seus estudos com Lenice Prioli na ULM, posteriormente estudou na FAAM e com Isabel Maresca. Atualmente segue orientações do maestro Gabriel Rhein-Schirato e do pianista Rafael Andrade. É integrante do Ópera Studio do Theatro Municipal de São Paulo.

 

Foi vencedora do V Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (2016), premiada como Melhor Intérprete de Carlos Gomes no Concurso Carlos Gomes (2010), Concurso Maracanto (2009) e Concurso Art Livre de Canto (2008).

 

Interpretou os papéis de Adina (L’elisir d’amore – G. Donizetti) na cidade de Augusta, Itália, sob a orientação do tenor Marcello Giordanni e direção de Enrico Stinchelli, Elisetta (Il Matrimonio Segreto – D. Cimarosa) e Dona Mercedes (Colombo – A. Carlos Gomes). Também faz parte de seu repertório os papéis de Violetta de “La Traviatta”, Marrie de “La Fille du Regiment”, Gianetta de “L’elisir d’amore”, e Hanna de “A Viúva Alegre”.

 

Seu repertório sinfônico inclui obras como a “Grande Missa em Do menor” de W. A. Mozart, “O Messias” de G. Haendel, o “Gloria” de Vivaldi, o “Requiem” de G. Fauré, o “Requiem for the Living” de D. Forrest e o “Magnificat” de J. Rutter.

 

Cantou sob a regência de Roberto Tibiriçá (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais), Roberto Duarte (Orquestra do Theatro São Pedro) Ligia Amadio, Karl Martin e Victor Hugo Toro (Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas) e de Álvaro Peterlevitz e Akira Kawamoto (Orquestra Sinfônica Municipal de Americana).