Temporada lírica do Theatro São Pedro

A temporada lírica do Theatro São Pedro, que conta com títulos conhecidos e obras menos executadas, terá três novas montagens até dezembro, além de pockets operas apresentadas no palco e hall do Theatro. Visando a formação de público, as pockets operas irão também conquistar outros espaços da cidade de São Paulo.

Em agosto, haverá um programa duplo com repertório do século 20. O maestro norte-americano Ira Levin foi convidado para reger Arlecchino, de Ferruccio Busoni, e o balé Pulcinella, de Igor Stravinsky, com a participação da São Paulo Companhia de Dança. A direção cênica ficará a cargo de William Pereira.

Para outubro, o título escolhido foi Don Giovanni, de Wolfgang Amadeus Mozart, com regência de Cláudio Cruz e concepção cênica de Mauro Wrona. A opereta La belle Hélène, de Jacques Offenbach, também terá regência de Cláudio Cruz. Já a direção cênica ficará a cargo de Caetano Vilela. A montagem será apresentada em novembro e dezembro. Ao todo serão 15 récitas, sempre às 20h, exceto aos domingos que começa mais cedo, às 17h.

O elenco das montagens será formado por profissionais, com convite aos grandes cantores líricos do país para os papéis principais e seleção por meio de audição para as demais personagens, exceto a última montagem, que irá reunir os alunos da Academia de Ópera Theatro São Pedro e do Ópera Estúdio da EMESP.

A Academia de Ópera Theatro São Pedro e o Ópera Estúdio da EMESP, que passam a realizar as atividades artísticas e pedagógicas integradas, também já tem agenda estruturada: de junho a novembro, irão realizar pockets operas que serão encenadas no hall e no palco do Theatro São Pedro e também em outros espaços da capital visando a formação de público.  Elisir D’ amore, de Donizetti, Così Fan Tutte e As bodas de Fígaro, de Mozart, estão entre os títulos apresentados com entrada gratuita.

As montagens encenadas no palco serão em conjunto com a Orquestra de bolsistas do Theatro São Pedro, que será formada por meio de processo seletivo. Entre os títulos programados estão: A Flauta Mágica, de Mozart, La Cenerentola, de Rossini, e Falstaff, de Verdi.

 

AGENDA 

Temporada de Óperas – Orquestra Theatro São Pedro

Arlecchino, Ferruccio Busoni

Pulcinella, Igor Stravinsky

Ira Levin, direção musical

William Pereira, direção cênica

Participação especial: São Paulo Companhia de Dança

19, 21, 23, 25 e 27 de agosto

 

Don Giovanni, Wolfgang Amadeus Mozart

Cláudio Cruz, direção musical

Mauro Wrona, direção cênica

28 e 30 de outubro e 1, 3 e 5 de novembro

 

La belle Hélène, Jacques Offenbach

Cláudio Cruz, direção musical

Caetano Vilela, direção cênica

29 de novembro e 1, 3, 5 e 7 de dezembro

 

Pocket operas – Academia de Ópera Theatro São Pedro, Ópera Estúdio EMESP e Orquestra de Bolsistas do Theatro São Pedro

A Flauta Mágica, Wolfgang Amadeus Mozart

Juliano Dutra, regente

Datas: 1, 2 e 3 de setembro

 

La Cenerentola (Cinderela), Gioachino Rossini

José Soares, regente

Datas: 6, 7 e 8 de outubro

 

Falstaff, Giuseppe Verdi

Natalia Larangeira, regente

Datas: 15, 16 e 17 de novembro

 

Óperas no Hall – Academia de Ópera Theatro São Pedro e Ópera Estúdio EMESP

Lieder, Beethoven, Schumann, Schubert e Brahms

21 de junho | Hall do Theatro São Pedro

28 de junho | Saguão EMESP Tom Jobim

 

L’Elisir D’ amore, de Gaetano Donizetti

16 de agosto | Hall do Theatro São Pedro

23 de agosto | Saguão EMESP Tom Jobim

 

Le nozze di Figaro, de Wolfgang Amadeus Mozart

13 de setembro | Hall do Theatro São Pedro

20 de setembro | Saguão EMESP Tom Jobim

 

Così Fan Tutte, de Wolfgang Amadeus Mozart

18 de outubro | Hall do Theatro São Pedro

25 de outubro |Saguão EMESP Tom Jobim

 

Die lustige Weiber von Windsor, de Carl Otto Nicolai

22 de novembro | Hall do Theatro São Pedro

6 de dezembro | Saguão EMESP Tom Jobim