Theatro São Pedro divulga a programação e lança processo seletivo para Orquestra de bolsistas

Agora sob gestão da Organização Social Santa Marcelina Cultura, temporada de ópera inclui três montagens entre agosto e dezembro; primeiros concertos da Orquestra do Theatro São Pedro ocorrem em junho e julho; e processo seletivo para formar a nova Orquestra de bolsistas abre inscrições dia 7 de junho

 

Há pouco mais de um mês à frente do Theatro São Pedro, a Santa Marcelina Cultura – qualificada como organização social pelo Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura de Estado – trabalha para dar continuidade às atividades do espaço dedicado à ópera e anuncia a programação até o fim do ano.

 

Seguindo sua tradição e vocação artística e ampliando a proposta para formar jovens músicos, o Theatro São Pedro vai receber profissionais convidados especialistas em suas áreas, para execução de um repertório que transitará do barroco à música contemporânea. A programação contempla a ópera, o lied, oratórios, concertos sinfônicos e a música de câmara com diversas formações instrumentais.

 

A temporada lírica, que conta com títulos conhecidos e obras menos executadas, terá três novas montagens até dezembro, além de pockets operas apresentadas no palco e hall do Theatro. Visando a formação de público, as pockets operas irão também conquistar outros espaços da cidade de São Paulo.

 

Em agosto, haverá um programa duplo com repertório do século 20. O maestro norte-americano Ira Levin foi convidado para reger Arlecchino, de Ferruccio Busoni, e o balé Pulcinella, de Igor Stravinsky, com a participação da São Paulo Companhia de Dança. A direção cênica ficará a cargo de William Pereira.

 

Para outubro, o título escolhido foi Don Giovanni, de Wolfgang Amadeus Mozart, com regência de Cláudio Cruz e concepção cênica de Mauro Wrona. A opereta La belle Hélène, de Jacques Offenbach, também terá regência de Cláudio Cruz. Já a direção cênica ficará a cargo de Caetano Vilela. A montagem será apresentada em novembro e dezembro. Ao todo serão 15 récitas, sempre às 20h, exceto aos domingos que começa mais cedo, às 17h.

 

O elenco das montagens será formado por profissionais, com convite aos grandes cantores líricos do país para os papéis principais e seleção por meio de audição para as demais personagens, exceto a última montagem, que irá reunir os alunos da Academia de Ópera Theatro São Pedro e do Ópera Estúdio da EMESP.

 

A Academia de Ópera Theatro São Pedro e o Ópera Estúdio da EMESP, que passam a realizar as atividades artísticas e pedagógicas integradas, também já tem agenda estruturada: de junho a novembro, irão realizar pockets operas que serão encenadas no hall e no palco do Theatro São Pedro e também em outros espaços da capital visando a formação de público. Elisir D’ amore, de Donizetti, Così Fan Tutte e As bodas de Fígaro, de Mozart, estão entre os títulos apresentados com entrada gratuita.

 

As montagens encenadas no palco serão em conjunto com a Orquestra de bolsistas do Theatro São Pedro, que será formada por meio de processo seletivo. Entre os títulos programados estão: A Flauta Mágica, de Mozart, La Cenerentola, de Rossini, e Falstaff, de Verdi.

 

A escolha dos 22 músicos que irão integrar a Orquestra de bolsistas do Theatro São Pedro será feita por edital público aberto a alunos de qualquer instituição. Para participar, os estudantes de música devem se inscrever pelo site www.emesp.org.br. O limite de idade é de 25 anos. As inscrições iniciam no dia 7 de junho. Ao todo, serão selecionados 6 violinos, 2 violas, 2 violoncelos, 1 contrabaixo, 2 flautas, 2 oboés, 2 clarinetes, 2 fagotes, 2 trompas e 1 percussão. O valor da bolsa é de R$ 1.940,00 mensais e as atividades começam em agosto.

 

Para conduzir a Orquestra de bolsistas foram convidados os também jovens regentes Juliano Dutra, maestro assistente da Orquestra Jovem do Estado; Natália Larangeira, assistente da Orquestra Sinfônica de Santo André; e José Soares, que ficou entre os finalistas do concurso para regente assistente da Orquestra Experimental de Repertório do Theatro Municipal de São Paulo. A ideia tem por objetivo dar oportunidade a jovens regentes também de trabalharem com o repertório operístico.

 

Temporada Sinfônica

A temporada sinfônica da Orquestra do Theatro São Pedro terá cinco programas distintos que irão celebrar tanto o repertório lírico quanto o sinfônico. Foram escolhidas obras consagradas do repertório operístico além de importantes peças do repertório sinfônico de compositores como Joseph Haydn, Béla Bartók e Arnold Schoenberg. Até o final do ano, a Orquestra irá trabalhar com maestros convidados. Entre junho e setembro, o grupo fará apresentações sob a regência de Cláudio Cruz, Roberto Tibiriçá, Carlos Moreno, Ricardo Kanji e Ligia Amadio. Entre os solistas convidados estão a soprano Rosana Lamosa e o clarinetista Tiago Naguel. Os concertos sinfônicos serão sempre aos sábados, às 20h, e domingos, às 17h.

 

Música de Câmara

A programação de Música de Câmara contemplará 30 concertos até dezembro, também aos sábados, às 20h, e domingo, às 17h. Serão realizadas ainda apresentações às quartas-feiras, às 12h30. A série será composta por grupos de músicos que integram a Orquestra do Theatro e convidados. As apresentações serão distribuídas entre o hall e o palco do Theatro São Pedro e as primeiras já têm data: dias 24 e 25 de junho. A programação está sendo construída com a participação dos músicos da Orquestra do Theatro São Pedro.

 

Desde 1º de maio, a pedido da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a Santa Marcelina Cultura assumiu, num curto espaço de tempo, a gestão do Theatro São Pedro – incluindo a Orquestra do Theatro São Pedro e a Academia de Ópera Theatro São Pedro – e o Teatro Caetano de Campos.

 

AGENDA

Temporada de Óperas – Orquestra Theatro São Pedro

 

Arlecchino, Ferruccio Busoni
Pulcinella, Igor Stravinsky
Ira Levin, direção musical
William Pereira, direção cênica
Participação especial: São Paulo Companhia de Dança
19, 21, 23, 25 e 27 de agosto

 

Don Giovanni, Wolfgang Amadeus Mozart
Cláudio Cruz, direção musical
Mauro Wrona, direção cênica
28 e 30 de outubro e 1, 3 e 5 de novembro

 

La belle Hélène, Jacques Offenbach
Cláudio Cruz, direção musical
Caetano Vilela, direção cênica
29 de novembro e 1, 3, 5 e 7 de dezembro

 

Pocket operas – Academia de Ópera Theatro São Pedro, Ópera Estúdio EMESP e Orquestra de Bolsistas do Theatro São Pedro

 

A Flauta Mágica, Wolfgang Amadeus Mozart
Juliano Dutra, regente
Datas: 1, 3 e 4 de setembro

 

La Cenerentola (Cinderela), Gioachino Rossini
José Soares, regente
Datas: 6, 8 e 9 de outubro

 

Falstaff, Giuseppe Verdi
Natalia Larangeira, regente
Datas: 10, 12 e 13 de novembro

 

Óperas no Hall – Academia de Ópera Theatro São Pedro e Ópera Estúdio EMESP

 

Lieder, Beethoven, Schumann, Schubert e Brahms
21 de junho | Hall do Theatro São Pedro
28 de junho | Saguão EMESP Tom Jobim

 

L’Elisir D’ amore, de Gaetano Donizetti
16 de agosto | Hall do Theatro São Pedro
23 de agosto | Saguão EMESP Tom Jobim

 

Le nozze di Figaro, de Wolfgang Amadeus Mozart
13 de setembro | Hall do Theatro São Pedro
20 de setembro | Saguão EMESP Tom Jobim

 

Così Fan Tutte, de Wolfgang Amadeus Mozart
18 de outubro | Hall do Theatro São Pedro
25 de outubro |Saguão EMESP Tom Jobim

 

Die lustige Weiber von Windsor, de Carl Otto Nicolai
22 de novembro | Hall do Theatro São Pedro
6 de dezembro | Saguão EMESP Tom Jobim

 

Temporada Sinfônica

 

ORQUESTRA DO THEATRO SÃO PEDRO

Aberturas e Árias de Gioachino Rossini
II Barbiere di Siviglia
L’Italiana in Algeri
La Gazza Ladra
La Cenerentola
Il Viaggio a Reims
Cláudio Cruz, regente convidado
Participação: alunos da Academia de Ópera Theatro São Pedro e Ópera Estúdio EMESP
17 e 18 de junho

 

Mozart
Abertura da ópera Cosi fan Tutte, Wolfgang Amadeus Mozart
Árias das óperas Idomeneo, Die Zauberflöte e Le nozze di Figaro, Wolfgang Amadeus Mozart
Árias: Exsultate, jubilate, K 165, Wolfgang Amadeus Mozart
Sinfonia nº 36 em dó maior, K 425 “Linz”, Wolfgang Amadeus Mozart
Roberto Tibiriçá, regente convidado
Rosana Lamosa, soprano
8 e 9 de julho

 

Mozart e Haydn
Abertura de A Flauta Mágica, Wolfgang Amadeus Mozart
Concerto para Clarinete, Wolfgang Amadeus Mozart
Sinfonia nº 94 em sol maior, Joseph Haydn
Carlos Moreno, regente convidado
Tiago Naguel, clarinete
22 e 23 de julho

 

Ravel, Bartók, Wagner e Schoenberg
Pavane pour une une infante défunte e D. Quichotte, Maurice Ravel
Divertimento para cordas, Béla Bartók
Wesendonk Lieder, Richard Wagner
Chamber Symphony nº 1, Arnold Schoenberg
Ligia Amadio, regente convidada
16 e 17 de setembro

 

Vivaldi
Oratório Juditha Triumphans, Antonio Vivaldi
Ricardo Kanji, regente
30 de setembro e 1º de outubro

 

ORQUESTRA DE BOLSISTAS DO THEATRO SÃO PEDRO

 

Gala Lírica
Datas: 9, 10 e 11 de dezembro

 

Música de câmara

 

Músicos da Orquestra do Theatro São Pedro e convidados

Programa Villa-Lobos e os Franceses (Orquestra do Theatro São Pedro)

 

24 de junho

Trio de Poulenc
Trio de metais (trompete, trompa e trombone)

Bachianas n. 6, Villa-Lobos
Duo de flauta e fagote

Introdução e alegro, Maurice Ravel
Quarteto de cordas, harpa e clarinete

Choros n. 7, Villa-Lobos
Conjunto de flauta, oboé, clarinete, fagote, saxofone, violino, violoncelo e percussão

Sexteto, Poulenc
Quinteto de sopros e piano

 

25 de junho

Fanfare de la liberté, Darius Milhaud
Grupo de metais

Choros n. 2, Villa-Lobos
Duo de flauta e clarinete

Quarteto de cordas n. 1, Villa-Lobos
Quarteto de cordas

Três pescas breves, Jacques Ibert
Quinteto de sopros

Sonata para flauta, viola e harpa, Claude Debussy
Trio de flauta, viola e harpa

 

28 de junho

Quinteto de Cordas da Orquestra Jovem do Estado

Sonata para cordas, Carlos Gomes
Quinteto de cordas, Antonín Dvorák

 

* concertos no hall e no palco do Theatro São Pedro